10 PASSOS para ter Segurança na Modelagem de qualquer modelo

Como olhar um modelo?

 

A primeira coisa que a modelista faz é olhar os detalhes e já se embola toda. Ter conhecimentos de construção de moldes é necessário e também a forma correta de olhar um modelo; seja foto, peça pronta ou croqui é de estrema importância para que possamos desenvolver a modelagem de acordo e nas proporções corretas.

Não é porque já fiz um decote coração que “todos eles” serão da mesma forma… Não é porque já fiz bolsos e recortes X que “todos eles” serão da mesma forma… Entendeu? Pequenos detalhes fazem toda diferença no resultado final e ter este olhar técnico, é o ingrediente secreto de se produzir peças atuais ou não.

 

Agora que…

 

Solange, falar é fácil; quero ver como euzinha aqui vou conseguir olhar um modelo de vestido, saia, blusa, blazer, calça… E saber exatamente o quê e COMO fazer o molde para minhas clientes ou para as coleções que o Estilista da confecção que trabalho cria.

Tenho a maior dor de cabeça com isso e já fiz vários cursos mas a insegurança continuar aqui.

Será que você tem a “solução mágica” Sei não… CLICA AQUI

 

 

 

Passo 1

 

Encontre o “esqueleto do modelo” por debaixo de todos os detalhes, recortes, sobreposições, babados, golas, etc. É aí que muitas modelistas se embolam toda.

Ao olhar o modelo final, é como olhar um bolo de casamento pela cobertura tentando adivinhar o seu recheio.

Todo vestido pode e deve ser iniciado pelo mais básico dos básicos… O reto. Curto, midi, longo… Não importa! Faça o molde reto, simples e básico como seu primeiro passo; o ponto de partida.

 

Passo 2

 

Defina se a peça tem manga ou não pois isso implica em algumas técnicas especiais e que se deixar passar vai se arrepender depois na hora da prova, certo?

Quem usa o Método Solange Maldonado para modelagem tecido/malha sabe perfeitamente deste detalhe que faz uma diferença enorme no caimento da peça. Você pode ir lá em nosso canal e assistir as vídeo aulas grátis do curso e verificar. CLIQUE AQUI

 

Passo 3

 

Sempre começamos pelo mais básico. Vamos dizer que seu modelo tem um decote V e babado godê (sem franzido) contornando o decote e… Que existe um transpasse na parte da frente. Comece traçando o decote V e acrescente papel para criar o transpasse… Viu como vai ficando mais fácil à medida em que entendemos como olhar e definir os passos iniciais?

 

Passo 4

 

Depois de criar os detalhes básicos do modelo, vá para os detalhes mais elaborados como no caso acima, criar o babado godê que contorna o decote V (com transpasse).

Para esta fase, muitas vezes temos que fazer cópia do molde para então criar o efeito desejado. Vou continuar com nosso exemplo de decote V ok?

Você deve saber (se não sabe ainda vá lá no nosso canal) que todo babado ou efeito godê é construido fatiando o molde e criando um formato circular fechado ou caracol. É neste momento que a noção de proporção entra com bastante importância já que a definição de largura deste babado deve atender às informações da foto/modelo/croqui, certo?

 

Passo 5

 

Para definir bem a proporção dos detalhes usamos uma regrinha simples de visualização ou, de desenhar sobre a foto/croqui (sobre a peça pronta) as linhas básicas de uma modelagem padrão. São elas:

  • SS – Separação ou distância entre os seios
  • Linha busto
  • Linha cintura

Para isso você pode colocar um papel transparente sobre o croqui/foto e desenhar

 

Passo 6

 

Entender os detalhes do modelo usando as noções de proporção e as técnicas a serem empregadas na criação dos efeitos. Em peças de nível avançado como vestidos festa/noiva com drapeados isso é mais complexo pois temos uma estrutura interna a ser considerada. Ex: Um vestido tomara que caia com drapeado miúdo de faixas entrelaçadas sobre o corpo.

Eu, como modelista, preciso saber que, por baixo das faixas drapeadas, tem um corpo com recorte (do ombro até barra) modelando bem o busto e uma estrutura interna de sustentação com uso de entretelas e barbatanas.

Aqui nesta fase, podemos ir acrescentando os detalhes de execução e acabamentos necessários.

 

Passo 7

 

Definir se a peça tem forro e se preparar para realiza-lo de forma correta. Lembrando aqui que o forro, quanto mais simples, melhor. Ele não precisa nem deve ter os detalhes da roupa final. Nada de drapeado no forro ok?

Procure a estrutura mais simples para o seu forro e faça a cópia da modelagem “antes” de iniciar a criação dos detalhes. O forro nada mais é do que a peça toda numa fase mais inicial.

 

Passo 8

 

Faça uma recapitulação dos passos anteriores para ver se não esqueceu nenhum detalhe antes de se aprofundar na construção de seu modelo. Crie o forro e faça a prova deste, antes de sequer cortar o tecido de fato.

Isso vai te dar muito mais segurança e eliminar problemas comuns e aterrorizantes que poderiam ocorrer se você já fosse montando a peça toda de uma só vez.

 

Passo 9

 

Depois de fazer a prova do forro e os ajustes necessários, aí sim, continue sua modelagem, agora criando o modelo final para ser cortado no tecido real.

Você vai perceber que esta tática te trará muita satisfação na finalização de peças com mais acertos e modelos reais tal qual a cliente espera de você, além de menos horas na máquina com o tradicional costura/desmancha.

 

Passo 10

 

Finalmente você já tem o modelo todo pronto e bem elaborado; com detalhes proporcionais ao corpo da cliente e às informações do modelo inspiração (foto/peça/croqui).

Lembre-se de checar todas as partes do molde que serão unidas, bem como dar piques nos encontros cintura e quadril f/c para que a distribuição do tecido seja homogênea e a confecção impecável.

Todo molde deve ter os valores de costura para que o encaixe seja perfeito!

 

Considerações Finais

 

 

Outros métodos de modelagem entregam uma forma de fazer mais simples a princípio, que se revela mais complexa no final já que você se depara com um monte de tecido e forro com papos e correções para serem feitas em tudo quanto é lugar…

Ao deixar a peça pronta para prova você achou que já estava tudo certo, porque você fez tudo como sabia mas aí se depara com um tal de aperta aqui, desce acolá… E mais uma centena de detalhes além do fato de o modelo não estar muito fiel à foto/peça/croqui…

CLIQUE AQUI para mais informações sobre o curso Modelagem Tecido.

 

 

 

Com o Método Solange Maldonado de modelagem para tecidos e malhas, encontramos a solução para que, seguindo o passo a passo, o trabalho de criar modelagem seja um prazer e não uma dor de cabeça.

 

Compartilhe esta informação em suas redes sociais caso esta matéria tenha te ajudado a clarear a forma de visualizar e decidir os detalhes de uma modelagem.

 

 

Compartilhe este Post
Escrito por Solange Maldonado
Estilista, criadora do Método Solange Maldonado para modelagem de roupas femininas em tecido plano e malhas com alta qualidade e precisão.
Have your say!
10

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Você poderá usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Inscreva-se para novidades

Insrevendo-se, você receberá por e-mail novidades diretamente no seu E-mail!

You have Successfully Subscribed!